Pesquisa

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Os meninos do rio

"Mas, então, ao menos que, no artigo da morte,
 peguem em mim, 
e me depositem também numa canoinha de nada, 
nessa água, que não para, 
de longas beiras: e, eu, rio abaixo, rio a fora, rio adentro - rio."
Guimarães Rosa


 Neste ano, fizemos com " Menino do rio doce, de Ziraldo, nossa primeira e grandiosa empreitada literária. Obra tão terna, um oferenda à beleza e à doçura. 

Nos servimos da poesia numa canoa azul de rio com garça-branca feita de imóvel louça pousada em paz sobre o tronco, sala de espera do rio. O menino nos ensinou a água e o amor, enquanto tomamos a nossa parte...

Percorremos de mão dadas ao menino inventando trilhas sinuosas de um rio todo belo e misterioso, aprendendo com eles - rio e menino - o movimento sempre sábio da natureza.

Segundo a lição do próprio Ziraldo: "Ler é mais importante do que estudar", é que navegamos pelas correntezas do rio, fazendo exercícios de leitura num pensa-reflete que nos conduziu a cultura do povo ribeirinho brasileiro.

Ao final bordamos palavras em mais fina tessitura e brincamos de desenhar em relevo no tecido: rio, pássaro e jardim. Depois  presenteamos pessoas queridas com águas doces de afeto. 




Tenho uma relação muito forte com o rio, 
amo ver as curvas que ele faz...
(2º ano "A")




O rio é o meu espelho...
(Maria Luiza, 2º ano "A")




Minha casa flutua nas águas do rio.
(2º ano "A")


Eu acho que esse rio tem palavras bem bonitas: amor, felicidade, harmonia e encontro.
(Marco Antônio, 2º ano "B")




Céu e rio se completam.
(Letícia Caixeta, 2º ano "A")



Quando eu li esse livro eu senti o rio se enchendo...
(Camila Caixeta, 2º ano "A")


Céu e rio se ajudam...
(Wady Gabriel, 2º ano "A")



O rio doce serve para todo mundo...
(Felipe dos Santos, 2º ano "B")



Primeira sensação ao tocar o objeto livro:  emoção.
(Davi Castro, 2º ano "B")


Eu fiquei encantada com as palavras, os desenhos e as cores.
(Isadora Motta, 2º ano "B")





O  menino gosta do rio porque ele é quase da família!
(Gustavo Paste, 2º ano "B")




Quando eu quero escutar todas as coisas do mundo eu uso minha imaginação.
(Giovana Paranhos, 2º ano "A")



Mergulhei no rio doce e encontrei poesia.
(Igor, 2º ano "B")



FOTOS: BÁRBARA SANT'ANNA
ATIVIDADE LITERÁRIA DO 2º  ANO "A" e "B"