Pesquisa

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 1 de março de 2018

Os artistas, com certeza, ampliam os limites da linguagem. É difícil navegar pelas possibilidades ilimitadas decorrentes do seu fazer. Construída em ferro e bronze, medindo 1m x 1m e tendo 82cm de altura, "Base do Mundo" é, como o nome diz, uma base, uma espécie de pedestal utilizado para lá colocar, sustentar ou receber esculturas. Com a diferença de que, num primeiro momento, parece não haver nada sobre ela. Ao nos aproximarmos, entretanto, podemos ver mais detalhadamente que existem letras e frases afixadas num de seus lados. Tentamos ler as palavras, mas ocorre uma pequena dificuldade: as letras estão viradas, foram escritas de cabeça para baixo. Dobrando um pouco o pescoço podemos ler: "Base do mundo, base mágica n°3 de Piero Manzoni, 1961, Homenagem a Galileu". A base foi invertida: sua parte "superior" está ao contrário, em contato com a terra. O artista nos instigou a pensar!




A maioria das esculturas são sustentadas por uma base, certo?! Pode acreditar! O mundo é uma arte! (Bruna, 5º Ano A)

A arte não precisa ter lógica! A arte não tem limites! Pode até desafiar a lei da gravidade! (Giovana Zorkot, 5º Ano A)

A obra revela que o mundo está, hora de cabeça para baixo, hora de cabeça para cima, depende de como você vê! (Fábio Filho, 5º Ano A)

O mundo é sustentado pela arte. (Amauá, 5º Ano A)

É como se o ser humano tivesse pesando o mundo com tanta poluição e maus tratos com a natureza! O mundo está precisando de suporte! (Sara, 5º Ano A)





O artista saiu do óbvio, foi original. (Isadora, 5º Ano A)

É uma brincadeira! O mundo está de cabeça para baixo. É cada coisa que o ser humano faz!! (Henrique Curado, 5º Ano A)

Eu particularmente não achei essa obra tão interessante. É só uma caixa na grama!  (Emily, 5º Ano A)

A obra me revela uma grande criatividade. O próprio mundo é arte. (Marcos Henrique, 5º Ano A)

A obra chama-se “Base do Mundo”, e base é aquilo que te sustenta, como por exemplo: As pernas são sua base, porque são elas que te sustentam, não são?! (Helena, 5º Ano A)

Piero Manzoni mostra que a Terra é uma obra de arte! (Vitor Pitaluga, 5º Ano A)

Segundo o dicionário, base significa tudo eu serve de fundamento ou apoio. Sendo assim, a obra me revela que a arte somo nós e temos que contribuir para manter a estrutura do mundo. (Isabela, 5º Ano A)



Piero Manzoni revela que o mundo é uma obra de arte. Uma bola azul e verde em uma galeria chamada Galáxia. (Ana Catarina, 5º Ano A)

Para mim, “Base do Mundo” é o próprio mundo e o desaparecimento de suas espécies nativas, a corrupção, com os seus rios poluídos e políticos desonestos. O mundo está da cabaça para baixo! (Pedro Castro, 5º Ano A)

A obra está de cabeça para baixo em contato com a terra, assim a obra é o próprio mundo. (Maria Luiza, 5º Ano A)

Sim, o mundo está de cabeça para baixo! (Gabriel Veras, 5º Ano A)

Para mim a obra de Piero Manzoni parece uma lápide de cemitério onde escrevemos o nome da pessoa que morreu. (Ivy Odara, 5º Ano A) 

O que a obra me revela? Esse revela irei interpretar como “o que a obra diz”. Cadê a obra? Está no seu pé, quer dizer, em baixo dele! É o mundo! (Fernanda, 5º Ano A)



A obra de Piero Manzoni está de cabeça para baixo. A base segura o mundo e o mundo é invisível! (Eloah, 5º Ano A)

É uma homenagem a Galileu Galilei. (Thiago, 5º Ano A)

O mundo está em cima da base e a base está de cabeça para baixo. Que maluco! (Lucas, 5º Ano A)

A obra nos faz refletir sobre o mundo e como não estamos enxergando-o como ele realmente é. (Pietra, 5º Ano A)

Piero fez essa obra para que as pessoas pudessem pensar sobre nosso mundo. (Ana Gabriela, 5º Ano A)

A arte não tem fim. O mundo é arte! (Heloisa, 5º Ano A)

Atividade realizada pelos alunos do 5º Ano A, Profº Bárbara.