Pesquisa

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 3 de maio de 2012

No colo de Bartolomeu Campos de Queirós


                                      Não conheço, além do imenso tempo, nada que tenha existido para sempre. Até o silêncio passa.
Bartolomeu C. de Queirós
  
Logo que iniciamos as aulas fomos estudar a vida e a obra do escritor mineiro Bartolomeu Campos de Queirós. “Eu já li livro dele”, disse Marcos. “Eu tenho um livro dele em minha casa, vou trazer pra escola”, disse Helen Fabian. “Nós já lemos ele”, afirmou João Pedro. “Que bom, vamos conhecer mais”, concluiu a professora.
Fizemos pesquisas em sites da intenet e apresentamos em sala de aula. Veja, por exemplo, como a Sophia escreveu suas descobertas:

Durante uma semana inteira lemos inúmeros livros dele, individual e coletivamente. “Gostei do que fala dos nossos direitos”, afirmou João Pedro. “Teve o Flora, nossa, tão bonito!”, exclamou a Isis.
A professora pediu que fizéssemos um desenho do escritor, uma espécie de retrato imaginário, depois nós organizamos uma exposição em nossa sala. Os desenhos ficaram muito bonitos, cada um bem diferente do outro, mas cada um com alguma coisa do Bartomoleu de “carne e osso”. Veja, por exemplo, o Bartolomeu desenhado pela Evie:
                                                                                             

Através das nossas pesquisas, vimos que o escritor havia falecido no mês de janeiro de 2012. “Que ruim ele ter morrido”, lamentou a Beatriz. Diante deste fato toda a nossa escola preparou uma homenagem para ele, organizamos um recital. Nós, do 2º ano, ensaiamos um fragmento do livro Mário durante quase duas semanas até entendê-lo com perfeição. E depois de muitos ensaios chegou o dia do nosso primeiro recital do ano, no dia 02 de março. Foi muito legal! Estávamos animados, nervosos e com medo de errar a declamação do poema. Mas a gente não errou. Bartolomeu foi homenageado como o merecido: uma festa poética! Pois que ele sempre apoiou projetos de leitura pelo Brasil.   Nossos desenhos e pesquisas foram colocados no mural da escola e muita gente pode ver. Nós amamos estudar a vida e a obra do Bartolomeu!

Relatório elaborado pelos alunos do 2º ano “B” e professora Maria Antonieta