Pesquisa

Resultados da pesquisa

terça-feira, 3 de novembro de 2015

O lixo é MEU. O lixo sou EU.

Corpo
Lixo da alma
Saudade
Lixo de um presente
Fruto
Lixo da semente
Amor
Lixo da paixão
Raiva
Lixo da dor.
(Trecho do livro "Era uma vez... EU!")


Em uma rápida analogia histórica sobre o lixo, os autores Maurício Carneiro, Beo da Silva, Eduardo Lima e Paulo Lins dizem no livro "Era uma vez... EU!" que o homem a partir de sua impermanência e mortalidade começou a materializar memórias de si, através de objetos. Entretanto, as coisas produzidas também estão sujeitas a degradação e "O naturalizado desejo constante do ser humano faz do descarte algo intrínseco ao seu processo vital". Sendo assim, tendo a humanidade milhares de anos, nos deparamos com a realidade de milhares de descartes. 
"Lixo este constituído de tudo aquilo que não é valorado, que é sobra, velho, desinteressante, disfuncional. Trata-se de "coisas que perdem seus fins úteis"."

O assuntos "lixo" e "sustentabilidade", vêm sendo frequentemente discutidos em nossa Aldeia. As crianças são estimuladas a refletirem sobre a produção individual e coletiva de lixo e resíduos e sobre o seus destinos, visto que  "jogar fora" o lixo é algo ilusório, já que retiramos o lixo de nossas casas, mas não de nosso mundo.

"Sabemos que nossa sociedade produz montanhas de lixo através de seu modelo econômico e social. Temos que mudar essa realidade, para não sucumbirmos e termos o mesmo destino do lixo. Precisamos reordenar o mundo, fazer dele um lugar melhor, mais limpo, mais justo, mais possível..." Alunos do 5º ano.


Estamos reorganizando o mundo! O nosso mundo! Começando por onde deve iniciar qualquer mudança: nossa mente, nossa consciência. A partir da mudança de conceitos e valores, estabelece a mudança de hábitos, de atitudes. Cada criança que aqui viveu essa experiência, levará para seu mundo (sua casa, sua família, seus amigos, futuramente, seu trabalho) essa visão e consciência ambiental em relação ao lixo que produzem e descartam. 





"Sabemos que para alcançar a liberdade, autonomia e democracia, a humanidade precisa auto responsabilizar-se por tudo o que produz, inclusive o LIXO. Ao longo dos anos, o lixo passou a ser uma preocupação global por trazer graves danos ao homem e à natureza. Isso tem sido o resultado de uma sociedade materialista, incentivada constantemente pelo consumismo. Tudo o que é produzido, emprega recursos da natureza, e gera impactos ao meio ambiente através de resíduos. Ao serem descartados, esses resíduos aumentam o lixo, que dificilmente recebe uma destinação correta ou tratamento adequado. Visando contemplar o "Projeto Aldeia" e ampliar a experiência de nossas crianças para que alcancem conscientização acerca do descarte correto de resíduos sólidos, proporcionamos aos alunos do Ensino Fundamental a oportunidade de participarem das etapas de elaboração de um "Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos", com a bióloga Raquel Pires. Foi um sucesso! O plano englobou o processo de investigação, pesagem, separação e destinação dos resíduos sólidos de toda nossa Aldeia.As crianças se envolveram ativamente, e preocupados com a quantidade de lixo, se responsabilizaram não só por descartá-lo adequadamente, mas principalmente em diminuir o volume de produção. Parabéns, meninos!!!" Cristina, Diretora Pedagógica.

Fez parte da execução do Plano de Resíduos Sólidos, a produção de uma compostagem.




A conscientização e preocupação em se tornar sustentável, vem tomando conta de toda nossa Aldeia. Nas últimas eleições do Grêmio, uma proposta levantada pelas duas chapas foi a de construir para a Elis, uma casinha com adobe (tijolo ecologicamente corretos). Essa proposta saiu do papel: